Conselho Estadual de Meio Ambiente aprova Moção de Pesar pelo falecimento de José Holanda

postado em: Outras Notícias, SBF | 0

Na segunda-feira, 11, aconteceu a 6ª e última reunião ordinária de 2017 do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Cema), que integra a estrutura organizacional da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e tem por finalidade propor diretrizes que respeitem o meio ambiente e proporcione qualidade de vida à população.

Mas as discussões tiveram que ser silenciadas e colocadas em segundo plano por alguns instantes, em virtude do falecimento do conselheiro José Holanda Neto. Ele era representante da Secretaria de Estado da Agricultura dentro do Cema e morreu no último domingo, 10, em decorrência de problemas de saúde.

O presidente em exercício do Conselho, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Olivier Chagas, sensibilizado com a perda de um dos conselheiros mais assíduos, sugeriu aos demais membros que fosse feita uma Moção de Pesar pelo falecimento e em solidariedade à família, recomendação aprovada por unanimidade.

Olivier Chagas lamenta muito o ocorrido. “Nós estamos muito sentidos, tristes, por conta de seu falecimento. Holanda era um grande cidadão e um colaborador muito importante dentro do nosso Conselho. Era um homem equilibrado, ponderado e capacitado do ponto de vista técnico nas suas posições. Por conta disso, lamentamos e manifestamos nossa solidariedade à família e pedimos a Deus que possa lhe amparar no lugar dos justos, como ele sempre foi”, afirmou.

A secretária executiva do Cema, a advogada Josefa Ferreira Aquino, mais conhecida como “Dona Jô”, classificou a Moção como “extremamente justa”, já que o Conselho perde um membro de primeira grandeza.

“José Holanda Neto era representante da Secretaria de Agricultura do Estado. Era uma pessoa proativa e um conselheiro competente. Acho a sugestão do secretário em fazer essa moção muito válida, porque ele era muito participativo, engajado e ético. Era uma pessoa muito dedicada ao seu trabalho. Nada mais justa essa moção”, disse, emocionada, Dona Jô.

Resolução 

Após a aprovação da moção, os conselheiros analisaram e aprovaram a resolução nº 10/2016 que versa sobre a dispensa de licenciamento ambiental no Estado para as atividades agropecuárias, desde que respeitem as normas ambientais estabelecidas em lei.

 Fotos: Thales Vieira/Semarh