Governo reúne órgãos e traça estratégias para combater uso irregular de água em perímetros irrigados

postado em: SRH | 0

A agricultura irrigada tem forte impacto na melhoria da qualidade de vida das pessoas. E a busca pelo uso eficiente da água nos cinco perímetros irrigados sergipanos é um dos principais objetivos do governo do Estado, que entende que a problemática da escassez da água, no Brasil e no mundo, é agravada em virtude da desigualdade social e da falta de manejo adequado, além dos usos irregulares, principalmente nos segmentos agrícola e industrial.

Nesse sentido, o Estado, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), em parceria com o Pelotão da Polícia Militar Ambiental e demais órgãos correlatos, tem se reunido periodicamente para traçar diretrizes que objetivam fiscalizar o uso irregular da água, principalmente nos perímetros irrigados

“O Estado está reunindo seus órgãos para apertar o cinto e intensificar a fiscalização nessas áreas e identificar possíveis abusos com o uso da água. O problema da água não é só de Sergipe, atinge, como todos nós sabemos, o Brasil e mundo, e fazer reuniões como essas, traçando uma medida mais enérgica, significa que o governo, com base em diálogos, está trabalhando para que o acesso à água seja igualitário”, afirmou o gestor da Semarh, Olivier Chagas.

Opinião semelhante tem o diretor de Irrigação da Cohidro, João Quintiliano Fonseca. “A reunião foi proveitosa. A Semarh e Cohidro trabalham em parceria para economizar água e energia dentro dos projetos de irrigação. Essa reunião tem objetivo de traçar parcerias no sentido de atuar nessas áreas irrigadas e nas bacias hidráulicas, ajudando a educar e convencer as pessoas de que a água é um bem vital e que a situação hídrica é complicada. Os irrigantes precisam entender que a fiscalização é para o bem de todos, principalmente para a população que usa essa água para consumo”.

O superintendente de Recursos Hídricos da Semarh, Aílton Rocha, disse que combater o uso irregular de água é sinal de compromisso não somente com os usuários de hoje, mas de gerações futuras. “Eu acredito muito no diálogo, mas o Estado não pode perder a firmeza. O que está em jogo é o futuro dos perímetros e, principalmente, dos usuários”.

Perímetros irrigados

Sergipe gerencia cinco perímetros irrigados de produtores de agricultura familiar: em Canindé de São Francisco, com o perímetro Califórnia; Jacarecica 1 e Ribeira, em Itabaiana; Jacarecica 2, em Riachuelo; e Piauí, em Lagarto.

Fotos: Ascom/Semarh