Semarh discute importância dos recursos hídricos para o desenvolvimento regional na Expo Indústria

postado em: Outras Notícias, SRH | 0

Entre os dias 19 e 21 de outubro, foi realizada a primeira edição da Itabaiana Expo Indústria, evento sediado no Shopping Peixoto. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) esteve entre as instituições apoiadoras. Além de seu stand, a Secretaria ainda promoveu palestra e balcão tira-dúvidas.

Já no primeiro dia de evento, foi ministrada uma palestra sobre “A importância dos recursos hídricos para o desenvolvimento regional”. O superintendente de Recursos Hídricos, Aílton Rocha, e os técnicos Ana Paula Barbosa Ávila Macêdo e João Carlos Santos da Rocha foram os responsáveis pela condução da discussão.

O químico industrial e gerente de Licenciamento Ambiental da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), Ubirajara Rodrigues Xavier, também participou do debate, transmitindo informações sobre os procedimentos técnicos de sua gerência.

“Esse é um momento muito importante para Itabaiana, é o momento de discutir recursos hídricos. É importante que a juventude que participa aqui deste momento saiba dar a importância necessária a esse tipo de evento, afinal, estamos tratando de uma coisa que é vital e essencial”, considerou Waltenis Braga Silva, técnico agrícola da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) que estava na plateia.

Também acompanharam a palestra professores e alunos de diversas instituições de ensino. “A água é um insumo básico fundamental a vários processos produtivos. Discutir água no contexto atual é fundamental em virtude do período que já se avizinha de ainda mais escassez desse item tão caro à sobrevivência humana”, comentou Eurílio Pereira Santos Filho, professor de Agronegócio e Logística do Instituto Federal de Sergipe (IFS).

“Em qualquer evento, a discussão sobre água é essencial. Em nosso curso, nós não trabalhamos diretamente com a água, mas em tudo que ele abrange, se não tivesse água, nada seria útil”, avaliou Bruno Timoty, aluno do curso de logística do IFS.

O colega de Bruno, Sávio Alexander, segue a mesma linha de pensamento: “As palestras são bastantes produtivas, agregam muitas informações que até então eram desconhecidas por nós. Nos oferece um maior repertório intelectual para podermos discutir o assunto”.