Semarh realiza série de atividades na Semana Mundial do Meio Ambiente

postado em: Outras Notícias, SBF | 0

Na terça-feira (5), foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, um dia para refletir sobre os impactos nefastos do homem na natureza e aprofundar as discussões sobre o desenvolvimento sustentável, colocando em pauta ações urgentes de preservação do planeta. Nesse sentido, o governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), realiza esta semana uma série de atividades alusivas ao dia.

E a semana já começou a todo vapor. No domingo, 3, o gestor da Semarh, Olivier Chagas, participou do II Simpósio da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O evento aconteceu no auditório do Hotel Sesc Atalaia, em Aracaju, uma realização do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). A noite de abertura contou com aproximadamente 400 participantes e reuniu pesquisadores, técnicos de órgãos que lidam com recursos hídricos e representantes de comunidades, associações e cooperativas.

A programação se estende até esta quarta-feira, 6, na Universidade Federal de Sergipe. “O Estado de Sergipe tem grande satisfação em apoiar e participar de um evento como esse. Precisamos dar um tratamento digno ao rio, que simboliza vida e futuro. Desejo um evento incrível e que possamos produzir muito conhecimento para encontrarmos novas estratégias”, destacou Olivier Chagas.

Palestra na CMA

Na manhã de segunda-feira, 4, Olivier foi um dos palestrantes da sessão especial na Câmara de Vereadores de Aracaju, referente à Semana Nacional do Meio Ambiente. Convidado pelo vereador Américo de Deus, proponente da sessão, o secretário, que também é diretor-presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), enfatizou que cuidar do meio ambiente não é só tarefa do poder público, mas de toda a sociedade.

“Cumprimento o vereador Américo de Deus pela iniciativa de promover um debate dessa natureza para discutir que mundo vamos deixar para as futuras gerações. É obrigação do Estado fazer trabalhos de educação ambiental, mas precisamos da parceria com a sociedade. Temos que entender que o meio ambiente é uma responsabilidade de todos nós. Se a sociedade não tiver consciência, aplicar multas não resolve o problema. O melhor caminho é a educação ambiental e a consciência de cada um”, asseverou o secretário.

Para o vereador Américo de Deus, a discussão é pertinente e merece mais destaque nas pautas governamentais. “Agradeço a todos que compareceram a esta sessão e a todos os convidados que falaram um pouco sobre o meio ambiente. O problema do Brasil é a questão da governança; falta sustentabilidade; não há compromisso com o meio ambiente. É preciso proteger os nossos mananciais, as bacias e, principalmente, o nosso Rio São Francisco. É preciso a consciência de cada um de nós”, afirmou.

Ação de reflorestamento

Nesta quinta-feira, 7, o governo de Sergipe, por meio da Semarh, realizará uma ação inédita de reflorestamento no entorno do Açude da Marcela, no município de Itabaiana. O ato acontece a partir das 8h30 e faz parte do Programa Águas de Sergipe, fruto de um acordo de empréstimo firmado entre o governo do Estado e o Banco Mundial (Bird).

As ações de reflorestamento dos mananciais inseridos na bacia contam com recursos no valor de R$ 14,8 milhões, com foco nos perímetros irrigados Jacarecica I, Jacarecica II, Ribeira, Açude da Marcela, Riacho Cajueiro dos Veados (Malhador) e Barragem do Poxim. Estão sendo recuperados, aproximadamente, 220 hectares, além do plantio de 600 mil mudas. As ações têm como objetivo atender a demanda crescente por água, garantindo o aumento da quantidade e da qualidade das águas da Bacia e provendo o abastecimento hídrico para consumo humano.

XI Olimpíada Ambiental

A XI Olimpíada Ambiental, evento promovido pelo governo de Sergipe, por meio da Semarh, via Superintendência de Qualidade Ambiental, Desenvolvimento Sustentável e Educação Ambiental, seria lançada hoje como um dos destaques da semana do Meio Ambiente, mas teve que ser remarcada para o dia 15 de junho devido à greve geral no país que afetou o funcionamento das escolas públicas.

Com o tema “Soluções Naturais para Água: Caminhos para Construção de Sociedades Sustentáveis”, o evento visa motivar ações de caráter educativo, provocando a reflexão sobre as questões e problemáticas relacionados ao meio ambiente sergipano, estimulando o aprendizado e contribuindo para a construção de valores de uma nova sensibilização e conscientização ambiental.

Poderão participar todos os alunos devidamente matriculados e professores em exercício da função das Redes Públicas (Municipal, Estadual e Federal) e particulares do Estado de Sergipe, abrangendo todos os níveis e modalidades de ensino, desde que satisfaçam às condições previstas neste projeto.

Para o secretário Olivier Chagas, a Olimpíada é como uma semente de conscientização ambiental. “Tem tudo a ver com a necessidade de entender que a educação ambiental é fundamental para todos. Trabalhar com crianças e jovens nos deixa muito esperançosos para a construção de um planeta melhor. Estamos plantando a semente da consciência ambiental”, disse.

Fotos: Thales Vieira/Semarh